Brasil

BOLSONARO É O NÚMERO 3 ENTRE OS PRINCIPAIS GOVERNANTES MUNDIAIS

APESAR DAS MENTIRAS DO ANTAGONISTA, PRESIDENTE CONTINUA MUITO FORTE NAS REDES SOCIAIS

Estudo recente publicado pela agência de dados MrPredictions mostrou que Jair Bolsonaro ocupa a quarta posição mundial dentre os governantes mundiais, em termos de subscrições nas redes sociais.

O estudo considera as 4 principais plataformas de midias sociais (Facebook, Twitter, Instagram e Youtube), e leva em conta os dirigentes classificados como “Chefes de Governo”, quais sejam, líderes do poder executivo em seus respectivos países. Nessa categoria o Presidente brasileiro fica atrás somente dos presidentes da Índia, dos Eua e da Indonésia.

Porém, se for levada em consideração a população desses países, em um cálculo proporcional, o mandatário brasileiro passa a ser o terceiro governante com maior expressividade mundial, considerando os grandes países do mundo com população acima de 100 milhões de habitantes.

Um novo estudo de MrPredictions mostra que, considerando a relação populacional com as subscrições, o Presidente brasileiro reafirma a sua condição de destaque mundial e passa a ocupar o terceiro posto. A relação de subscrições/habitante do Presidente brasileiro é de 6,36, superando a do Presidente Indiano (primeiro colocado no ranking absoluto) cuja relação é de uma subscrição para cada 10,56 habitantes. O líder nesse quesito é Donald Trump dos EUA, com uma relação de 1 subscrição para cada 3,11 habitantes. Em segundo lugar vem o Presidente da Indonesia Joko Widodo, com 1 subscrição para cada 5,47 habitantes.

O estudo mostra que existe uma margem de crescimento do mandatário brasileiro nas mídias sociais, considerando as proporcionalidades de Trump e Widodo, e considerando também que Bolsonaro ainda está abaixo do número de votos que obteve nas eleições de 2018 (tanto no primeiro como no segundo turno), o que indica que ele ainda pode crescer mais.

Em qualquer dos critérios que seja empregado, o presidente brasileiro sistematicamente figura entre os mandatários com maior expressividade em nível global. Esses dados descaracterizam um estudo divulgado recentemente pelo Antagonista/Crusoé, no qual se afirma erroneamente que Bolsonaro estaria enfraquecido nas redes sociais.

As estatísticas verdadeiras dizem o contrário.

É necessário destacar que Diogo Mainardi é um bom escritor e um bom jornalista. Mas nao tem nenhuma formação matemática, estatística ou de tecnologia, ou de cientista de dados, ou seja, a sua autoridade para levantar e compilar dados de redes sociais é quase nula. É como um comentarista de futebol falar sobre o Nobel de Medicina. A não ser que esteja emprestando o seu nome para um estudo elaborado por outras pessoas (no artigo “Vai faltar comida”), sueas opiniões possuem caráter especulativo.

Coincidentemente, alguns dias após divulgar essas inferências questionáveis, duvidosas e mal embasadas, os mesmos veículos passaram a agredir vários pequenos sites e blogues da mídia alternativa. Existe algo por trás disso.

Para que todos saibam, é importante dizer “quem é”, ou “quem são” os Antagonistas, Crusoé et caterva.

Antagonista e Crusoé se vangloriam de não receber dinheiro público. Mas eles recebem dinheiro de um lugar bem pior do que esse: O mercado financeiro especulativo.

Como se sabe, a empresa de especulação financeira “Empiricus” aportou uma grande soma de dinheiro no site, conforme fato noticiado pela mídia brasileira. Especula-se que foram dezenas de milhões de dólares.

Muito pior ainda do que pequenos sites receberem apoio de instâncias governamentais (o que, apesar de tudo, não acontece) é um site e uma revista receberem dinheiro advindo da especulação financeira, o que traz uma inevitável inferência sobre informações direcionadas ao mercado financeiro para manipular comportamentos de massas, com o objetivo de gerar ganhos especulativos para corretoras especulativas.

Outro ponto que merece destaque é a biografia e trajetória dos Antagonistas. Veja aqui:

Mario Sabino: Editor da Revista Veja por muito anos.
Diogo Mainardi: Vinculado até hoje às organizações Glogo.
Claudio Dantas: Ex-Jornalista da Istoé.
Rodrigo Rangel: Editor executivo da Veja até o ano de 2018.
Felipe Moura Brasil: Blogueiro e comentarisa da Veja, e ex-free lancer de várias agências de publicidade.

Como se pode perceber, são pessoas historicamente enraizadas no establishment da grande mídia.

Então não é crível imaginar que pessoas que tiveram intensas ligações com Veja, Globo, Folha de São Paulo, Istoé, em boa parte dos governos Lula, Dilma e FHC, e, em alguns dos casos, nas eleições de 2014 e em todo o processo de impeachment de Dilma e, agora, desejam posar de “midia alternativa”, como “baluartes” da nova imprensa brasileira.

O que eles desejam, está bem claro: Dinheiro. Fazer bons negócios, fabricar sites para vender a peso de milhões, e para isso utilizam a “credencial” de que possuem prestígio perante as comunidades e grupos digiais no Brasil, e utilizam isso (seguidores, assinantes, visitas, leitores) como argumento no mercado financeiro e em “business plan” para receber dinheiro.

Eles também querem uma outra coisa: O Papel de “jornalista superstar”, que ganha milhões, é uma celebridade e vive como astro de novelas.
Nenhuma dessas 2 coisas combina com o perfil humilde, modesto e idealista dos blogueiros e pequenos sites da nova mídia brasileira.

Esse fato somente reforça os rumores de que esse grupo de “jornalistas” tentou, em vão, um papel priviligiado junto às polpudas verbas publicitárias do novo governo, no que foram corretamente vetados de quaquer tipo de ingerência.

Por essa razão resolveram partir para o ataque contra a verdadeira mídia alternativa. Ao atacar pessoas que são, de verdade, independentes, como blogs e sites de pouca estrutura (e muita verdade), os Antagonistas demonstraram covardia e desonestidade intelectual. Atentaram contra uma máxima que eles próprios alegam seguir: Livre Mercado.

Eles querem esse mercado da nova midia alternativa somente p eles, porque, ao invés da visão idealista de blogueiros independentes, eles vêem isso como um negócio para financiar suas passagens de primeira classe, seus carrões importados e seus escritórios suntuosos. Ou Você acha que é barato morar em Veneza e Paris?

Esse tipo de comportamento “territorial” só demonstra que ainda precisamos mudar muitas coisas no Brasil.

Algumas delas já estão acontecendo: Acaba de cair a máscara de mais um “isentão”. Antagonista e Crusoé mostraram quem são.

Enquanto isso, a verdade se estabalece naturalmente, e Bolsonaro segue firme e forte nas redes sociais. Poucos dias atrás superou a marca de 14 milhoes de seguidores no Intagram, e seu canal no Youtube ultrapassou a marca de 115 milhoes de visualizações.

Referências:

1) https://www.portaldosjornalistas.com.br/empiricus-compra-50-antagonista/

2) https://criticanacional.com.br/2019/10/03/presidente-bolsonaro-e-o-quarto-governante-mais-popular-do-mundo/

3) https://www.oantagonista.com/brasil/vai-faltar-comida/

5 Replies to “BOLSONARO É O NÚMERO 3 ENTRE OS PRINCIPAIS GOVERNANTES MUNDIAIS

  1. Esta notícia só vem enriquecer o nopsso Brasil , PÁTRIA AMADA, VERDE E AMARELO!!! AVANÇA BRASIL!!!

  2. Excelente!!! Mainardi desnudado!!! Apostou fundo na queda do Temer e agora faz o mesmo com o Bolsonaro.

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.