Brasil

POR QUE A MÍDIA ABAFA A DELAÇÃO DE PALOCCI? Entenda com Leandro Ruschel esse caso.

Segundo delação de Palocci, André Esteves, dono do BTG, fez várias doações, por dentro e por fora, além de ter pago propina diretamente a Lula e ser depositário desses valores, por conta de dezenas de favores prestados ao banqueiro em diferentes negócios mantidos por ele.

Segundo delação de Palocci, André Esteves, dono do BTG, fez várias doações, por dentro e por fora, além de ter pago propina diretamente a Lula e ser depositário desses valores, por conta de dezenas de favores prestados ao banqueiro em diferentes negócios mantidos por ele.

Palocci também conta que Joseph Safra usou os serviços do ex-ministro petista para conseguir uma empréstimo de R$ 2,4 bilhões para que o Grupo Votarantim comprasse a Aracruz. Safra era um acionista. Em troca, deu R$ 5 milhões ao Instituto Lula e R$ 2,5 milhões ao PT.

Pedro Moreira Salles, ex-dono do Unibanco, pediu ajuda ao petista para derrubar ação que custaria R$ 400 milhões aos bancos. O escalado para fazer pressão no STF foi Dias Toffoli, então assessor na Casa Civil. Deu certo. Em troca, Palocci foi contratado para palestrar pelo banco.

Palocci conta que Lula recebia um mensalão de R$ 100 mil reais, em dinheiro, pago pela Odebrecht e pelo Safra. Um assessor de Palocci fazia as entregas. Lula teria uma conta de R$ 300 milhões contra a Odebrecht, que ajudou até mesmo a financiar o filme que conta sua história.

A Ambev teria feito lobby para impedir aumento do PIS/Cofins sobre bebidas alcoólicas. Em troca, uma palestra de R$ 350 mil de Lula teria sido contratada e uma doação de R$ 7,5 milhões foi feita à campanha de Dilma.

Palocci diz que a Camargo Correa doaria R$ 50 milhões para derrubar a operação Castelo de Areia no STJ, além de colocar o ministro Cesar Asfor Rocha no STF. A operação foi anulada, mas Rocha não foi para o STF, tendo ganho, segundo Palocci, R$ 5 milhões. Palocci levou R$ 1,5 mi.

Lula teria ajudado o grupo francês Casino a tirar Abílio Diniz do Pão de Açucar, impedindo um empréstimo do BNDES à empresa. De fato, o empréstimo não saiu, e Naori, dono do Casino, teria pago 30 milhões de euros a Lula, incluindo repasses para campanhas petistas.

A Odebrecht teria redigido a MP 470, conhecida como Refis da crise, o que produziu propina de R$ 50 milhões pagas pelo grupo, pela CSN e pela COSAN.

A RBS teria buscado os “serviços” de Palocci enquanto ele era ministro da Casa Civil, para resolver uma multa de R$ 500 milhões da Receita. Dilma deu o ok para a operação. Nelson Barbosa teria sido acionado por Palocci. Em troca, RBS passou a apoiar governo Dilma.

O Grupo Silvio Santos teria feito repasses de R$ 19 milhões ao PT pela compra de 35% do Banco Panamericano pela Caixa.

Fernando Pimentel teria recebido R$ 2 milhões da Camargo Correa, por fora, para sua campanha ao governo de Minas. Ele conta que Pimentel se envolveu na produção de dossiês falsos contra Serra e Aécio. Gleisi Hoffmann também teria recebido por fora da empresa.

Carlos Zarattini, Jilmar Tato, Tião Viana e Lindeberg farias também teriam recebido dinheiro por fora de construtoras para suas campanhas, em operações intermediadas por Palocci.

Palocci fala sobre os planos de nomear Marcelo Navarro como ministro do STJ para barrar a Lava Jato e soltar Marcelo Odebrecht, além de confirmar que a nomeação de Lula como ministro de Dilma tinha o objetivo de tirá-lo das mãos de Moro.

Palocci também delata várias outras empresas, que teria recebido vantagens indevidas, entre elas Parmalat, Itaú, Bradesco, Votorantim, Mapfre, Sadia-Perdidão, Engeform, Qualicorp e a BM&F.

O ex-ministro também relata como as construtoras atuaram para formar um cartel em Belo Monte, além dos negócios da Odebrecht na Angola, que teriam gerado R$ 64 milhões de propina para petistas, e um rombo gigantesco no BNDES.

Entre outras coisas, Palocci explica como buscou doações de empresas próximas ao governo para o projeto do filho de Lula, chamado Touchdown, que envolvia desenvolver o futebol americano no Brasil. Teriam sido feitos repasses da AMbev, Amil, Caoa e Mitsubishi.

Enfim, a delação de Palocci deixa clara, mas uma vez, a Cleptocracia brasileira. O sistema estava completamente podre. O problema é que boa parte da estrutura corrompida segue de pé, operando para impedir qualquer avanço no processo de limpeza.

Por Leandro Ruschel, membro do Conselho de Administração do Movimento Avança Brasil, Fundador do Grupo L&S. Especialista em investimentos. Apaixonado por filosofia e ciência política.

5 Replies to “POR QUE A MÍDIA ABAFA A DELAÇÃO DE PALOCCI? Entenda com Leandro Ruschel esse caso.

  1. Caramba! O Governo completará os quatros neste mandato do Presidente e começará a nova corrida eleitoral em 2022 e a delação do Palloci não termina! Não porque haja tantos bandidos políticos assim, mas, pelo tanto de empresários envolvidos em doações legais conforme a filosofia do crime organizado para a maior Facção Política instituída no Brasil que é o PeTralhão. A pergunta: onde está escondido em espécie pelo menos um terço desta fortuna, exceto a que foi transformada em bens móveis e imóveis em nome dos laranjas petralhas? Será que PF e a Inteligência Nacional conseguirá descobrir? Resposta; não. O PeTralhão escondeu esta fortuna nos seus confiáveis paraísos fiscais, ou seja, nos Países comunistas da América Latina como a Venezuela de Maduro e outros e no exterior exclusivamente nas dinastias árabes. Certo é que o Chefão do PeTralão o Presidenciário, “meu neologismo” exclusivo para “presidente-presidiário” Luladrão vai morrer e não conseguirá usufruir de toda a fortuna surrupiada dos cofres públicos. Quantos aos políticos do PeTralha e os Partidos asseclas desta Coligação Criminosa, bem, estes estão com o futuro financeiro; resolvidos! E o povo dorminhoco que votou neste últimos 30 anos elegendo apenas bandidos, agora lamenta! Vão ter que agradecer a Deus que interviu diretamente nesta Nação colocando no Poder um homem honesto. O único. Não creio que exista outro na política brasileira, com exceção talvez do Ministro da Justiça. Sim, que há homens honestos nos Poderes é fato, mas, nunca houve no Executivo. Quem sabe agora os dorminhocos acordam, porque a banda podre da militância esquerdista está em plena atividade. Falta tomar o STF, Senado e Câmara expulsar os bandidos que estão camuflados nestes poderes agindo em prol da Máfia que ainda não foi desbaratada, e reeleger pessoas de boa índole. Isto ainda é uma utopia visto que o Regime Social Democrata precisa acabar porque não haverá Democracia enquanto o povo brasileiro for obrigado a participar do processo eleitoral, seja por urnas ou por cédulas, bem se não houver “Plebiscitos” ou “Referendos” para o povo brasileiro decidir pelo bem próprio e em comum da Nação Brasileira que sempre foi desgovernada pelos Bandidos do “colarinho branco”! E tenho dito.

    1. Infelizmente como diz a reportagem “a delação de Palocci deixa clara, mais uma vez, a Cleptocracia brasileira. O sistema estava completamente podre. O problema é que boa parte da estrutura corrompida segue de pé, operando para impedir qualquer avanço no processo de limpeza.”Penso que sem uma intervenção muito forte nada mudará.

  2. corrigindo: bem como se não houver “Plebiscitos” ou “Referendos” para o povo brasileiro decidir pelo bem próprio e em comum da Nação Brasileira que sempre foi desgovernada pelos Bandidos do “colarinho branco”! E tenho dito.

  3. A Mídia abafa a delação de Palocci, porque tem o rabo preso. As explicações acima se não são completas, falta pouco para que tal aconteça,mas para isso o povo brasileiro dê o soco na mesa e cobre das instituições o pouco que falta e obrigar a mídia e desengavetar a delação de Palocci e encaminha-la a Lava Jato,STF se bem que o STF agora virou delator da Lava Jato.PF e outras instituições responsáveis pelo caso. A verdade que toda essa fortuna pertence a Nação Brasileira e à Ela tem que voltar de qualquer maneira nem que seja necessário a convocação das Forças Armadas, os Órgãos de Inteligência. Se necessário até a Interpol. Confiscar os bens de todos os larápios de Colarinho Branco ou não. Alguns componentes do STF. Tirar de circulação todos quantos estão atrapalhando ou desejam atrapalhar as investigações. AVANÇA BRASIL!!!

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.