O Estado Absolutista
Colunas

O estado absolutista

Quem pode dizer que vivemos hoje em uma República, aonde não temos voto impresso, urnas auditáveis, escrutínio público, os governantes são reeleitos pela indústria da pobreza, leis não são respeitadas pelas mais “altas cortes”, e políticos e amigos de poderosos sempre possuem foro privilegiado por terem proteção de certa parte do judiciário indicado e/ou protegidos por protetorados do nosso Estamento burocrático. Vivemos sim em um estado absolutista da cleptocracia, “criminocracia”, banditismo.

#LulaPreso: o crime e o castigo
Editorial

#LulaPreso: O crime e o castigo

Lula será preso por pouco mais de doze anos. Terá pelo menos meia década de vida na cadeia. O crime? Ter recebido vantagens de empreiteiros por meio de negociatas do governo público. Justo? Muito. Mas há muito mais crime na história da esquerda brasileira do que Lula jamais poderá representar.

Intervenção no RJ: quem intervirá na ideologia
Editorial

Intervenção no RJ: quem intervirá na ideologia?

O fim da possibilidade do cidadão comum possuir uma arma fez com que apenas bandidos e o Estado pudessem se armar. Isso era óbvio. Com o tempo, naturalmente, a origem da bandidagem carioca iria se manifestar. Com ideologia esquerdista grassando nos morros cariocas desde a sua origem, caberá a esse editorial lembrar alguns fatos importantes.

A organização criminosa que tomou o poder no Brasil
Editorial

A Organização Criminosa que dominou o Brasil

Políticos fisiológicos e ideológicos, como os do PMDB, PP e PT, formaram a maior organização criminosa do mundo aqui no Brasil. Não são de corruptos comuns. Desviam bilhões, guardam milhões em apartamentos e matam os brasileiros de fome, pela violência, pela pobreza, pela falta de higiene, saneamento e educação. São os piores políticos do mundo.

Bolsonaro: o Trump brasileiro; Dória: o Macron brasileiro; Ciro: a opção da extrema esquerda
Editorial

Bolsonaro: o Trump brasileiro; Dória: o Macron brasileiro; Ciro: a opção da extrema esquerda

Quando Trump venceu as eleições ano passado, Bolsonaro prontamente entrou em contato e se definiu como o Trump brasileiro. Há paralelos. Ambos têm conquistado fatia considerável da população com um discurso nacionalista contra as ideologias globalistas e comunistas. Ambos têm insistido numa luta intensa contra as políticas marxistas implantadas mundo afora em diversas democracias ocidentais. As semelhanças param por aí.

Temer, Lula, Aécio, Cunha e Dilma no Ostracismo do Brasil
Editorial

Temer, Aécio, Cunha, Dilma, Lula, PT, PMDB e PSDB no ostracismo

Temer acaba de entrar no Ostracismo do Brasil. Junto com outras presenças ilustres, Michel Temer agora faz parte do seleto grupo de políticos a serem esquecidos. Junto com Cunha, Lula, Dilma, Aécio e os outros todos da lista da Odebrecht. Outras listas devem surgir, e, junto com elas, novas denúncias de corrupção com provas contundentes. O resultado disso será bom para o Brasil.

A verdadeira notícia é Lula ainda estar solto
Editorial

A verdadeira notícia é Lula ainda estar solto

Terrorismo na Avenida Paulista. José Dirceu, o cérebro do PT, solto com tornozeleira eletrônica. Marine Le Pen disputa com Macron o segundo turno na França. Trump mostra os músculos e se impõe contra ditaduras socialistas. Todas essas notícias encobrem a verdadeira notícia da qual pouco se fala no Brasil: Lula ainda está solto.

Os absurdos da política brasileira numa imagem.
Editorial

Os absurdos da política brasileira e a influência da esquerda global

Não bastasse os absurdos normais da própria ideologia de esquerda, a política nacional, esquerdista até entre conservadores, investe em tentativas abusivas de legislar a favor da impunidade. Lei de imigração aprovada, lei de abuso de autoridade em andamento e tentativas do próprio Ministério Público Federal de destruir a Lava Jato por dentro são os abusos nesse momento.

É preciso que o povo brasileiro se reúna numa nova constituinte para construir uma república de estados unidos brasileiros, uma república federalista plena.
Educação

A solução para a corrupção é uma nova constituinte

Não há como escrever a palavra corrupto sem PT. Não por acaso, na lista do Janot há alguns notáveis petistas. Porém o que mais aflige aos brasileiros neste momento é o fato do PT poder continuar se financiando de dinheiro desviado ainda não recuperado. A verdade é que a solução para isso não é nada simples: precisamos de uma nova constituinte.

Chega de intervenção do estado na economia e na vida das pessoas.
Economia

Chega de intervenção do estado na vida das pessoas

Chega de intervenção do estado na vida das pessoas. Os políticos de Brasília acreditam tanto no inconsciente projeto comunista inculcado pela arquitetura de Oscar Niemeyer e o projeto de Juscelino Kubitschek e João Goulart, que acreditam que podem passar leis do dia para a noite.

A esquerda tirana está perdendo poder e espaço. E precisa perder ainda mais.
Editorial

Esquerda tirana e o fim da democracia

A esquerda tirana e quer o fim da democracia. Ela está presente no Brasil, no Paraguai, na Venezuela, na Bolívia, no Equador e no Chile. Foi vencida no Paraguai e na Argentina, países que já estão começando a se recuperar com governos gestores no comando. No entanto ainda atrapalha, e muito, no Brasil, na Venezuela, no Paraguai e em Cuba, onde ainda domina.

O estrago na carne e na alma do brasileiro
O federalismo foi o verdadeiro legado da maçonaria
Editorial

Federalismo é o verdadeiro legado da maçonaria

Não foi a Revolução Francesa, que criou a república da França, a revolução maçônica de fato. Foi, na verdade, a Independência Americana a origem da reorganização de governo em que os maçons mais trabalharam. E foi a Revolução Americana que, na verdade, inspirou a Francesa.

Intervencionistas: o Brasil não precisa de mais tiranos no poder.
Editorial

Os intervencionistas, o positivismo e a solução federalista

O Brasil tem solução, sim. E a intervenção tem de ser do povo, pelo povo e para o povo. Jamais comandada por elites vermelhas ou elites aquarteladas. O Brasil só terá ordem e progresso quando tiver Liberdade, Igualdade e Fraternidade. E já não há mais espaço para desinformação e equívocos.

Bandidos fortemente armados não revogaram o desarmamento.
Editorial

Por que governos querem desarmamento?

EDITORIAL Por que governos querem desarmamento? Porque são tiranos covardes. Desde a independência americana, cujo constituição em seu artigo segundo permite a existência de cidadãos comuns armados –sem os quais não haveria a independência americana da metrópole britânica, diga-se — estabeleceu-se, de forma clara, que um povo só pode ser livre se for armado. O […]

A alta cultura pode tornar a nossa política mais civilizada.
Editorial

Cultura precisa evoluir para a política poder avançar

Política é cultura. Não há nenhum equívoco nessa afirmação, já que são os políticos que fazem a gestão do que é ensinado nas escolas e universidades públicas, promovendo, portanto, a cultura na qual eles mesmos acreditam. E eles acreditam na cultura da qual vieram.

O terrorismo no Brasil: causas de sempre
Editorial

Terrorismo no Brasil: Crime, Ideologia e Desarmamento

O terrorismo no Brasil tem sido frequentemente ignorado, ainda que existam muitos matizes de atuação terrorista na História do país. A começar pelo atentado do Aeroporto de Guararapes, que mutilou e feriu 14 brasileiros, matando 2. Eles nada tinham nada a ver com a luta ideológica da esquerda comunista radical brasileira em 1966.

Os Templários buscavam proteger peregrinos e a civilização cristã, oferecendo verdade e justiça aos seus protegidos.
Editorial

Folha e CartaCapital: vocês são notícias falsas

Não deu para engolir quando uma empresa do grupo Folha disse que havia muito menos gente na rua nas manifestações de março de 2015 e 2016 do que de fato havia. Em 2016, a tecnologia na Av. Paulista foi capaz de provar que havia mais de 2 milhões de pessoas na avenida. Folha havia publicado mais notícias falsas sobre esse assunto.

George Soros: O homem por trás da subversão do ocidente.
Editorial

George Soros: uma cabeça da hidra vermelha comunista

George Soros é uma das cabeças da hidra comunista. Ele é responsável pelo que você pensa hoje. Os grandes problemas do mundo nas redes sociais hoje é machismo, homofobia, legalização de drogas, desarmamento e “progressismo”. Esses elementos estão sendo usados para que se criem mais leis e mais burocracias estatais para controlar mais um tema.