O Estado Absolutista

Quem pode dizer que vivemos hoje em uma República, aonde não temos voto impresso, urnas auditáveis, escrutínio público, os governantes são reeleitos pela indústria da pobreza, leis não são respeitadas pelas mais “altas cortes”, e políticos e amigos de poderosos sempre possuem foro privilegiado por terem proteção de certa parte do judiciário indicado e/ou protegidos por protetorados do nosso Estamento burocrático. Vivemos sim em um estado absolutista da cleptocracia, “criminocracia”, banditismo.

Leia Mais