Brasil

URGENTE: ESQUERDA FAZ SUA PRIMEIRA VÍTIMA NO LOCKOUT QUE ESTÁ PROMOVENDO HOJE

Uma mulher, de 53 anos, foi internada em estado grave no Hospital Risoleta Neves, em Belo Horizonte, após inalar fumaça em um protesto na manhã desta sexta-feira (14). O dia é marcado por atos e paralisações contra a reforma da Previdência.

De acordo com a assessoria do hospital, Edi Alves Guimarães mora em Santa Luzia, na Região Metropolitana, e seguia de ônibus para Belo Horizonte, onde trabalha. 

 

A Polícia Militar (PM) informou que o incidente aconteceu por volta das 6h40, quando ela estava próximo a um protesto que fechou o trânsito, no início da manhã, na Avenida Antônio Carlos, na Região da Pampulha. Manifestantes atearam fogo em pneus para impedir a passagem de veículos. As chamas provocaram muita fumaça.

O tenente-coronel Bruno Assunção, que atendeu a ocorrência, disse que o ônibus onde ela estava era o primeiro em frente à manifestação. Por conta da proximidade, ela inalou muita fumaça. A mulher foi socorrida por militares e, no caminho entre a manifestação e o hospital, teve duas paradas cardiorrespiratórias dentro da viatura.

Segundo Arthur Alberto Braga Guimarães, coordenador do pronto-socorro do Hospital Risoleta Neves, a paciente chegou inconsciente, em estado grave, e foram realizadas medidas de reanimação. Edi Alves Guimarães foi sedada e entubada. Às 11h30, ela foi transferida para o Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI).

Deixe o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.