A Organização Criminosa que dominou o Brasil

A organização criminosa que tomou o poder no Brasil

EDITORIAL

A Organização Criminosa que dominou o Brasil

Políticos fisiológicos e ideológicos, como os do PMDB, PP e PT, formaram a maior organização criminosa do mundo aqui no Brasil. Não são corruptos comuns. Desviam bilhões, guardam milhões em apartamentos e matam os brasileiros de fome, pela violência, pela pobreza, pela falta de higiene, saneamento e educação. São os piores políticos do mundo, não resta dúvida.

As gravações novas de Joesley mostram também que o PT é, de fato, uma das cabeças mais importantes da hidra comunista latino-americana. Seus políticos agem não pela fisiologia, mas pela ideologia. Duplamente danosa, a visão do mundo dos comunistas globalistas do século 21 é uma na qual não há espaço para os indivíduos. Adotando a coletividade imbecil como um destino natural, usam propaganda contra a miséria para ficarem ricos. São tiranos que querem escravizar o povo, sejam os que votam neles, ou os que não votam.

O temor que existe é de que 2018 seja um ano de eleições fraudulentas. Sem voto impresso garantido em todas as urnas, com uma apuração inauditável e sujeita a ataques de hackers, não há garantia de que possamos nos livrar de todos os corruptos na base do voto. O que restará ao brasileiro? A verdade é que será necessário voltar a pressionar juízes, políticos, desembargadores, ministros e partidos a fazerem uma limpeza exemplar e necessária.

Certamente poderá ser um episódio dolorido de nossa história. Mas a dor será ainda maior se essa elite vermelha e burocrática ficar no poder para sempre. E Joesley deve ir para a cadeia.

PT: a organização criminosa ideológica e escravagista

Braço do movimento comunista internacional no Brasil e parte importante do grupo estratégico para domínio do poder na América Latina, o Partido dos Trabalhadores é uma organização criminosa ideológica.

Essa definição é precisa. À medida em que se conhece o nível dos desvios e o fato de que nenhum dos envolvidos está por aí ostentando luxo mostra a salutar diferença entre os petistas e os burocratas.

Políticos do PMDB, como Sérgio Cabral, faziam questão de gastar rapidamente o dinheiro extra que ganhavam com propinas. Já os políticos do PT são ainda piores. Acredite: é até normal imaginar um corrupto feliz fazendo compras com o dinheiro. Porém é muito mais perigoso termos um partido formado por ex-terroristas tendo acesso a quantias enormes de dinheiro.

O fato de não terem gastado com pequenos luxos mostra que irão gastar esse dinheiro com campanhas políticas aqui e em outros países. Irão reverter esse dinheiro em mais poder político e ideológico. Continuarão com o seu plano de implantar o comunismo que se perdeu no Leste Europeu na América Latina. Com líderes tiranos, fraudes eleitorais, muita propaganda populista e com a opressão da oposição com censura, impostos e prisões políticas.

Como sabemos que é exatamente esse o plano dos petistas, assusta muito mais saber que o “quadrilhão do PT” desviou mais de 1,5 bilhões de reais. É dinheiro demais, que pode abastecer campanhas até 2026, se souberem administrar. E há motivos para crer que sabem administrar melhor do que Geddel Vieira Lima ou Sérgio Cabral.

Resta ao brasileiro ficar alerta. A organização criminosa ideológica não desvia dinheiro para comprar Rolex. Pode até comprá-los, mas ainda assim são pequenos luxos. Eles usarão esse dinheiro para escravizar você.

Organizações criminosas burocráticas e fisiológicas

O fato de terem encontrado mais de 40 milhões de reais em um apartamento de Geddel Vieira Lima, do PMDB, em Brasília mostra que a corrupção anda parecendo normal para os políticos. Eles já consideram habitual lidar com quantias exorbitantes. Não podendo colocar isso no sistema bancário, estão guardando em apartamentos os montantes cada vez maiores.

Já não são mais algumas caixas de whisky com dólares. Nossos políticos estão na escala das dezenas de milhões até os bilhões. O céu não tem limites. Alguns certamente já estão planejando roubar um trilhão um dia. E estão começando agora.

É preciso acabar com essa filosofia de que é normal alimentar Brasília para que as coisas funcionem, ou para que políticos votem a favor de uma determinada ideologia. É o que temos visto. O PSDB, partido de esquerda social-democrata, inaugurou esse processo de compra de votos de forma descarada. O PT, no entanto, industrializou a propina, levando-a ao nível do crime organizado. E além.

Certamente os políticos mais fisiológicos, medíocres e de poucas realizações na vida para chegar o poder, começam a pensar que é justo que recebam somas vultosas de dinheiro. Não é. Político tem que receber o salário que é pago com o dinheiro de impostos. Propina e corrupção é crime. E deveria ser hediondo.

A censura nas redes sociais e o desafio dos movimentos e da sociedade contra a organização criminosa

A ONU, o PT e os políticos mais fisiológicos dessa grande organização criminosa querem censurar você. O Facebook, o Twitter, o Google e outras empresas de mídia querem censurar o que você pensa, evitando que você leia esse artigo. No entanto isso não deve impedir-nos de continuar comunicando a nossos leitores os fatos.

Quando a primeira delação da JBS saiu, fomos bastante críticos a Temer, mas fomos também bastante cautelosos quanto ao teor e quanto à forma que foi feita a gravação. Muitos nos criticaram, mas sabíamos que aquela delação seletiva, mal organizada e problemática não haveria de vingar. Como não vingou.

Temer segue presidente e vem tomando decisões importantes para o Brasil. Temer está muito mais à direita do que Dilma. Isso não é o suficiente para o Avança Brasil, pois queremos mais políticos que defendam o nosso programa de trabalho. Hoje, no Brasil, poucos políticos defendem tantos pontos quanto os que colocamos em nosso programa. Mas acreditamos que isso deve aumentar com uma base conservadora mais bem estabelecida.

No entanto perderemos muito com a censura. Daí a importância de você ler esse artigo em nosso site. Pois queremos continuar fornecendo informações de qualidade para você, leitor. Não só nós, como todo o ecossistema de oposição à classe fisiológica e ideológica que tomou o poder político no Brasil.

O MBL, Movimento Brasil Livre, lançou nota hoje mencionando o Avança Brasil e louvando a nossa eterna busca pela verdade. Somos inspirados por ideais superiores. Mas sabemos que a maioria do povo não possui tais ideais. Caberá a todos nós, leitores desse artigo, ajudar a inspirar o povo a ideais melhores. A terem mais fé em si mesmos e menos fé nos políticos. Somente assim poderão votar com mais propriedade, evitando propaganda ideológica e voto de cabresto.

Leia a nota do MBL mencionando o Avança Brasil:

Saudações a quem tem coragem

Agora que o golpe de estado perpetrado por Joesley, validado por Janot e amplamente divulgado pelas organizações Globo mostrou-se um gigantesco fiasco, cumpre ao MBL lembrar a seus amigos e seguidores o quão custoso foi manter uma postura serena e prudente durante os meses de insanidade que se iniciaram a partir do 17 de maio.

Muitos foram os que apontaram o dedo para nós dizendo que havíamos nos “vendido” para Temer, que tínhamos “bandidos de estimação”; passamos a ser alvo dos moralistas de ocasião e dos oportunistas que escondem seu projeto político por trás de um véu de combate à corrupção.

Alertamos sobre a inconsistência da tramóia e apontamos seu objetivo: criar uma nova alternativa à esquerda mediante o combate ao novo “inimigo número um do Brasil”, o impopular presidente Michel Temer. As capas da Época, das organizações Globo, demonstram isso: esquece-se Lula e coloca-se Temer – um mero subalterno no projeto de poder do petismo – como “cabeça” da quadrilha que tomou de assalto o país. Trataram os brasileiros como otários.

Paralelamente, saía do longo silêncio a Rede de Marina Silva, através de seus parlamentares que batiam cartão no Jornal Nacional: Alessandro Molon e Randolfe Rodrigues. Grupelhos bancados pelo empresariado de esquerda obtinham espaço cativo na grande imprensa. Seus nomes eram validados por procuradores da Lava Jato que afirmavam categoricamente a legitimidade da delação de Joesley e do trabalho de Janot.

Conforme visto, todos falharam. Não será fácil para Marina, Barbosa e seus amigos globais criarem uma alternativa política manipulando a mente dos brasileiros. Joesley precisa ser preso. Todos os envolvidos precisam ser investigados. E os agentes políticos do “lado de cá” que serviram a tramóia, bem como jornalistas sérios que se prestaram a esse papel ridículo – inclusive contra suas próprias convicções – devem refletir se de fato defendem uma “nova política”, como gosta-se de falar por aí, ou se são meros oportunistas de ocasião disfarçados de “bons rapazes”.

Saudamos, porém, quem teve coragem e hombridade neste momento de crise. Carlos Andreazza, Rodrigo Constantino , Reinaldo Azevedo, Ana Paula do Vôlei, Guilherme Fiuza, Paulo Eduardo Martins, Luciano Ayan, Alexandre Borges Jornalivre, Nas Ruas, Avança Brasil e tantos outros. Obrigado por não se curvarem ao discurso fácil. Foi bom estar na trincheira da razão e do bom senso ao lado de todos vocês. Se o Brasil não cair nas mãos da nova esquerda no ano que vem, o será, muito, por causa de sua honestidade intelectual.

Movimento Brasil Livre.

Deixe uma resposta