Mídia #FakeNews, a censura nas redes e o terrorismo

Mídia #FakeNews, censura nas redes sociais e terrorismo

EDITORIAL

A grande mídia #FakeNews e a censura nas redes sociais são a realidade do século 21. Jornalistas como Marco Antonio Villa e Reinaldo Azevedo não se cansam de mudar de ideia e de opinião como quem troca de roupa. Com isso, os brasileiros andam cada vez mais desinformados e sem saber em quem confiar.

De um lado, Marco Antonio Villa, em sua entrevista com Jair Bolsonaro, mostrou, uma vez mais, que dançam conforme a música. Quando era para criticar o PT, Villa e Azevedo estavam junto do povo brasileiro. Quando os ventos começaram a soprar contra PMDB e PSDB, esses dois passaram a tomar atitudes que ninguém entende mais.

Chegou ao cúmulo do Marco Antonio Villa discordar de si mesmo diante de Bolsonaro. Tudo para tentar ter uma opinião diferente, mostrando às pessoas algo que ele não é. Outro cúmulo foi saber que Reinaldo Azevedo tinha como “fonte” a irmã de Aécio Neves e o próprio ex-senador. Por mais que Reinaldo Azevedo não seja investigado, entendemos que a postura dele nos últimos meses era, no mínimo, questionável. Agora é compreensível: Azevedo tinha em grande estima a irmã de Aécio Neves. E chegou a concordar que a matéria da Veja sobre Aécio teria sido algo “nojento”.

Aí começamos a entender porque estamos tão desinformados. E também entendemos o motivo de jornalistas que foram contra o PT serem tão a favor da esquerda do PSDB e do PMDB. O brasileiro teve, esta semana, um duro choque de realidade. Mas a verdade, como sempre dizemos por aqui, nos libertará.

Veja como Villa mudou de ideia diante de Bolsonaro em relação ao seu passado recente.

A demissão de Reinaldo Azevedo da Veja é consequência de suas atitudes bizarras

Reinaldo Azevedo, há mais de um ano, dizia o seguinte sobre Sérgio Moro.

Mais recentemente, Sérgio Moro chegou ao cúmulo de criticar Moro e Dallagnol e até mesmo a falar das esposas de ambos. Como assim, Reinaldo Azevedo?

Reinaldo Azevedo, apesar de ser supostamente “anti-PT” chegou até a defender Lula mais recentemente. Será que Azevedo era só contra Dilma Rousseff? Nesse caso Villa foi contrário à opinião do ex-jornalista de Veja e ex-membro do LibeLu, grupo trotskista radical de extrema esquerda.

O problema disso é o povo cada vez mais desinformado. Chegando ao cúmulo de, inclusive, termos gente hoje sendo contra a Lava Jato por causa da desinformação generalizada.

O Brasil foi tomado de assalto pelo crime organizado. Mas alguns jornalistas parecem defender parte dos criminosos que lhes interessam. Ou atacar quem lhe parece ser interessante.

O episódio da Globo denunciando Temer e da Folha prontamente defendendo Temer usando um perito semi analfabeto mostra o perigo do momento em que vivemos. Para termos informações mais confiáveis, já não podemos simplesmente acreditar num jornalista específico. Mesmo eles parecem mudar de ideia conforme a música. E isso é péssimo para o país.

Na visão do Avança Brasil, os corruptos de todos os partidos precisam, sim, ser investigados, julgados e punidos. Não podemos ficar escolhendo como vamos pensar de acordo com o político em questão. É preciso que tenhamos mais sabedoria e discernimento nesse momento difícil que estamos vivendo.

Por mais que Reinaldo Azevedo diga que deve proteger sua fonte, a investigação da justiça não estava grampeando o jornalista. Porém, a situação em que Andréa Neves tenta manipular a imprensa usando o jornalista Reinaldo Azevedo abre um alerta para o público. E o recado é simples: não é possível confiar mais na grande mídia.

Outro fato importante: levantar sigilo não significa vazamento de gravação. Reinaldo Azevedo tinha o rabo preso com os tucanos. Quem sabe agora não se liberta, não é mesmo?

Novos portais, com novas ideias e melhor discernimento como o do Avança Brasil precisam surgir para que as pessoas fiquem mais bem informadas. E queremos que os políticos corruptos caiam no ostracismo e sejam punidos.

Terrorismo em Londres e no Brasil: a esquerda, a defesa de terroristas e a lei de migração

Eduardo Suplicy, político de extrema esquerda brasileiro, postou o seguinte no seu Twitter no dia 20/5/2017.

18557251_1911949965498026_6732249237833916305_n

Quem é Hasan com quem Eduardo Suplicy confraterniza? Ele é responsável por um dos primeiros ataques terroristas islâmicos do Brasil. No dia da manifestação contra a Lei de Migração, alguém do grupo que estava com Hasan jogou uma bomba caseira no meio dos manifestantes. É com esse tipo de gente que Suplicy quer jantar.

Ontem, após o show de Ariana Grande, um terrorista líbio de 22 anos explodiu um dispositivo na saída do estádio em Manchester, Reino Unido. Matou 22 pessoas e feriu outras 50. O atentado a bomba da Av. Paulista feriu algumas pessoas e não matou ninguém. Mas isso não é motivo para Suplicy comer sorrindo no restaurante de um dos supostos terroristas.

Espanta saber que o terrorista segue solto no Brasil. Espanta saber que a mídia mundial evitou, até o limite, falar em atentado terrorista islâmico até o último momento.

Mais do que nunca é necessário abrirmos os olhos para a realidade. A lei de migração pode trazer ao Brasil radicais que defendem a sharia, lei radical islâmica. Não apenas que apoiam ataques terroristas, mas que também defendem que é certo, por exemplo, bater nas esposas, estuprar mulheres cristãs, matar homossexuais, ateus e cristãos.

Suplicy, sendo ateu, não deveria ser respeitado por muçulmanos que os detestam. Porém, o que estamos vendo, é um conluio entre a extrema esquerda e radicais islâmicos. Mais de uma vez na história temos visto exatamente isso. Continua igual porque hoje, tanto a esquerda quantos os radicais islâmicos, pensam que cristãos e judeus são a sua oposição.

É desse tipo de antisemitismo nazista que precisamos? Até onde vai a esquerda para defender posições nazistas como essa? Até quando a direita vai aceitar ser chamada de nazista pelos atuais nazistas? Vale lembrar que o partido nazista era chamado de “Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães”. Ou seja: o partido nazista sempre foi o PT da Alemanha. E o PT jamais foi tão nazista e antisemita como agora.

Veja o vídeo abaixo e entenda melhor essa realidade. Mais do que nunca, se quisermos preservar o Brasil como um país livre, precisamos combater tanto a esquerda quanto o islã radical.

A censura moderna das redes sociais e a mídia #FakeNews

A página do Avança Brasil está proibida de postar fotos e vídeos por 7 dias. Tudo porque a Jovem Pan resolveu denunciar vários conteúdos que o Avança Brasil publicou nas últimas semanas por direitos autorais.

Essa estratégia para censurar uma página que é notoriamente contra PSDB, PT e PMDB não é novidade. É importante para a mídia não ter a competição de canais confiáveis como o Avança Brasil. Por isso a necessidade de promover essa censura.

Se por um lado o Avança Brasil não deve mais publicar conteúdo da Jovem Pan, por outro a Jovem Pan deixa de contar com o seu conteúdo transmitido para mais de 20 milhões de pessoas todas as semanas. Ruim para nós e ruim para eles. Mas eles não se incomodam com isso, pois acreditam, sinceramente, que é melhor que canais de direita e conservadores como o Avança Brasil sequer existam.

Porém seguiremos firmes e fortes. Hoje já temos nossa página e nosso próprio conteúdo. É o fim da grande mídia #FakeNews e o início de novas mídias independentes.

Por mais que as mídias sociais queiram nos bloquear, você sabe que pode contar com o portal do Avança Brasil. Basta seguir nos visitando para ficar cada vez mais bem informado. Continuaremos publicando novidades em nosso portal. Com ou sem bloqueio de Facebook.

Deixe uma resposta