Por que governos querem desarmamento?

Bandidos fortemente armados não revogaram o desarmamento.

EDITORIAL

Por que governos querem desarmamento? Porque são tiranos covardes. Desde a independência americana, cujo constituição em seu artigo segundo permite a existência de cidadãos comuns armados –sem os quais não haveria a independência americana da metrópole britânica, diga-se — estabeleceu-se, de forma clara, que um povo só pode ser livre se for armado.

O motivo era claro: governos poderiam querer dominar o povo. Governos tiranos. Em toda a história da humanidade sempre existiram organizações, pessoas e partidos que só tinham um objetivo: tomar o poder e tomar as posses dos outros, custe o que custar. A única maneira de evitar que esse tipo de gente possa vir tomar o que é seu é armando-se. Esse é um direito básico a que todo brasileiro deveria ter.

O brasileiro vive numa ilha cercada de bandidos fortemente armados por todo o lado. Policiais sequer têm munição de calibre similar, ou até mesmo munição. Muitos não treinam tiro por falta de munição. Como se espera que possam saber usar uma arma na hora em que precisam agindo desta maneira?

Harag, em aramaico, significa matar. Ratzach, por sua vez, significa assassinato. O sexto mandamento bíblico nos ensina que o pecado não é matar, e sim assassinar outro ser humano. O que delimita essas atitudes é a situação. O assassinato é sempre pensado com antecedência e possui objetivos malignos. Já matar pode ser feito por acidente ou até mesmo por legítima defesa. Matar pode ou não ser um crime e um pecado. Assassinar é sempre um pecado mortal.

No Brasil de hoje, ocorrem mais de 60 mil assassinatos todos os anos. Que guerra é essa a que estamos submetendo o nosso povo? À pior possível: desarmados, os cidadãos não podem garantir a sua própria sobrevivência. É preciso revogar o estatuto do desarmamento.

Revogar o desarmamento: uma necessidade

Por que Hitler desarmou o povo antes de armar pesadamente o seu exército? Por que fez mulheres fazer as balas com que seus maridos iriam disparar contra os inimigos internos e externos do regime?

Porque era um covarde. Um povo fortemente armado jamais aceitaria um líder centralizador e poderoso, um führer. Mas quem precisava de um líder desses, que matava adversários internos e inimigos externos com furor, enquanto construía uma sociedade de autômatos e robôs doutrinados a viver no socialismo?

Onde quer que se tenha desarmado a população, não foi para coisa boa. No Brasil, a piada é que não vimos bandidos entregando seus fuzis nos postos de desarmamento. Mas vimos vários cidadãos honestos entregando suas armas sob o argumento de que ter arma em casa “é perigoso”.

Muito mais perigoso é não a possuir no momento em que precisar. E isso está cada vez mais claro à medida em que mais de 60 mil brasileiros morrem por ano. Enquanto os brasileiros não puderem se armar, bandidos agirão sem medo, pois sabem que possuem muito mais armas e munições do que os policiais.

Criticar a falácia do desarmamento não pode ser proibido

A esquerda quer que os conservadores se calem quanto ao desarmamento. Mas os homicídios não param de subir no país. E as soluções de esquerda são totalmente fora da realidade.

Uma maluca solução proposta por eles é a desmilitarização da polícia. Como se tornar uma polícia menos incisiva resolvesse a questão da violência no país.

É preciso desarmar os bandidos. No entanto o desarmamento não teve nenhuma estratégia para desarmar bandidos. A estratégia foi desarmar pessoas comuns e evitar que pessoas pudessem adquirir armas.

E mesmo ao adquirir armas, o brasileiro, infelizmente, só tem acesso a armas da Taurus. Enquanto os bandidos possuem armamento russo AK-47.

Enquanto o brasileiro não puder ter armas de bom calibre, de boas fábricas e com munição a um preço acessível, ficará difícil sobreviver no país nos próximos vinte anos.

O brasileiro precisa estar cada vez mais armado. Pois a efetividade policial é cada vez menor, sobretudo na investigação de homicídios. É preciso ter mais sabedoria e garantir o fim da violência por meio das armas.

Quem são os políticos que querem revogar o desarmamento?

Desarmamento é uma bela pauta, pois ela consegue direcionar bem quem é de direita e quem é de esquerda. A direita defende que as pessoas possam se armar. A esquerda não quer nada disso. E quem se diz de centro, também não. Portanto os centristas são também esquerdistas nessa pauta e em algumas outras. Falta pessoas com ideias de direita no Brasil.

Quem é politicamente incorreto terá grandes chances em 2018. Quem conseguir transmitir verdades com uma linguagem clara estará apto a conquistar corações e mentes. Mais candidatos de direita precisam surgir.

Isso porque o jogo não pode ter apenas Bolsonaro. PSDB, com Alckmin e Aécio, Marina com o seu Rede, Lula e Ciro são todos de esquerda. É preciso que mais gente saia do esconderijo e comece a viajar pelo país mandando uma mensagem eticamente correta num português claro.

A esquerda chamou os políticos que querem revogar o desarmamento de “bancada da bala”. Nós os chamamos de heróis, pois, se o fizerem, terão salvado a vida de milhares de brasileiros nas próximas décadas.

Quem não quer a revogação do desarmamento?

São os covardes, os que acreditam que podem, apenas eles mesmos, serem protegidos por armas. Enquanto o cidadão comum precisa chamar a polícia, em que, geralmente, enviam alguém com armas para resolver o problema.

Quem não quer o desarmamento quer bancar e facilitar para que bandidos revolucionários continuem massacrando a classe média brasileira. Algo similar ao que ocorre hoje na Venezuela, em que um governo tirano se uniu a bandidos para orquestrar maldades, matar e oprimir opositores.

Quem não quer a revogação do desarmamento é quem defende, curiosamente, que criminiosos de alta periculosidade tenham direito a perdões judiciais. Como se o cárcere fosse a santificação das maldades.

Armar-se é ser livre. Porque o cidadão armado pode impedir tanto que destruam a sua própria vida, quanto também que um governo tirano venha tomar as suas posses. Um cidadão armado é um cidadão desconfiado que sabe como se proteger. Para o Brasil ser livre de verdade, é preciso revogar o estatuto do desarmamento.

One Reply to “Por que governos querem desarmamento?”

  1. Está mais do que provado comunismo é:
    Corrupção, mentiras e assassinatos covardes.
    #GoTrump
    #EscolaSemPartido
    #agoraebolsomito
    #somostodosbolsonaro
    #Bolsonaropresidente

Deixe uma resposta