#2017VaiSer 10: os 10 motivos

#2017VaiSer 10: os 10 motivos

EDITORIAL

O ano de #2017VaiSer 10. Os 10 motivos para isso serão listados em nosso editorial do último dia do ano. Iremos listar as perspectivas e análises do que ocorreu em 2016 e as propostas da agenda do Avança Brasil para explicar porque 2017 tem tudo para ser um ano 10.

Do ponto de vista de um maçom, há motivos históricos para este ano que começa ser, no mínimo, intrigante. 2016, no entanto, será lembrado como o ano da divisão cada vez mais clara entre socialistas e conservadores. E também será lembrado como um ano onde houve muito terrorismo, vandalismo e mortadela internacional.

Estamos mais atentos às realidades do nosso mundo. Agora não nos deixaremos mais levar por discursos, propaganda ou até mesmo por desculpas. Antigos políticos cairão no ostracismo. A grande maioria que está hoje em Brasília não será mais reeleita. Tudo porque você está lendo os nossos textos, atendendo ao nosso chamado nas ruas, vendo os nossos vídeos e estudando conosco a realidade do Brasil.

Vamos começar esse editorial com o vídeo de propostas do Brasil Paralelo para podermos comentar, em seguida, os 10 motivos para que 2017 seja 10.

#2017VaiSer 10: Os números

2017 vai ser 10 pelo simples motivo de que este é o resultado da soma de 2 + 1 + 7 = 10, por 3 + 7.

Três é o número do equilíbrio. Você não consegue construir nem um banquinho sem no mínimo 3 pernas. Sete é o número da criação, das fases da lua, da semana e da constante evolução da vida sempre numa mesma direção: o dia do descanso.

Na contagem judaica, o ano é 5777. Percebam a influência do número 7 nesse ano que se inicia. O ano 5777, somando os números, dá 26. O mesmo número da soma do nome inefável, YHVH.

O equilíbrio da criação daria conta de que estamos no auge dessa semana universal. As trevas ainda estão se separando da luz e a verdade ainda não é conhecida aos olhos de todos. O Brasil começa a perceber, apenas agora, que criou para si uma classe política custosa e que se considera uma casta superior.

Essa triste verdade, que era conhecida apenas por alguns, passou a ser conhecida por muito mais brasileiros que foram às ruas em 2016. 2017 é o ano em que haverá equilíbrio. Sem grandes eventos ou eleições, teremos mais tempo para focar em melhorias estruturais, em reformas nas nossas leis e em nossos processos políticos e econômicos.

2017 tem tudo para ser um ano em que alcançaremos justiça, equilíbrio, arrependimento e renovação.

#2017VaiSer 10: Os fatos

A Lava Jato, que já foi muito eficiente em 2016, promete ainda mais eficácia em 2017. Não resta dúvida de que os fatos se sobrepuseram as versões em 2016. O efeito disso será sentido no próximo ano. Não haverá palavra capaz de alterar o sentido do que os fatos estão contando.

A Lava Jato é uma operação única. Mescla pessoas, tecnologias, algoritmos criptográficos e outras complexidades inerentes à investigações avançadas. É uma pena que isso hoje não ocorra nos Estados Unidos da forma que deveria.

Os fatos estão contradizendo as versões. Havia, em 2016, versões que diziam que Haddad seria reeleito em São Paulo. Havia também gente que apostava que o plebiscito que daria perdão às FARC na Colômbia seria uma barbada para perdoar comunistas e deixá-los formar partidos políticos. Houve quem não acreditasse de forma alguma na eleição de Maurício Macri na Argentina. E ele vem sendo o melhor presidente das Américas até agora.

Houve ainda quem não acreditasse na vitória de Dória. E também, na mídia nacional e internacional, houve quem negasse, rejeitasse a vitória de Trump nos Estados Unidos. Todos esses fatos ocorreram não sem traumas. Às vésperas da virada do ano, Obama está tentando fazer de tudo para deixar enormes problemas para Donald Trump. Aparentemente não está conseguindo.

E está sendo pensado pelo mundo como a maior piada na política da história mundial. Afinal, o que fez de bom Obama? Nada. E essa realidade é que fez com que os americanos acordassem e elegessem Trump. O que fez de bom a Dilma? Nada, só fez coisas horríveis. E essa realidade a tirou do poder.

Fato é que Temer não tem popularidade nenhuma hoje. E, por isso mesmo, pode agir como um reformista, um político com força e capacidade de executar reformas econômicas que farão bem ao Brasil nos próximos anos. Aliás, o que já foi feito já deve ter efeitos no ano que vem muito positivos para a economia. Que tenhamos muito trabalho e muito emprego em 2017!

#2017VaiSer 10: O momento histórico

A esquerda nunca sofreu tanto quanto agora. Ela já vinha pensando que tinha conquistado as eleições de todos os lugares. O último grande trunfo da esquerda foi eleger o Papa Francisco no Vaticano. Desde então a derrocada tem sido sinistra.

Começou no Paraguai, pioneiro que impediu Lugo de continuar com o seu bolivarianismo clássico. Partiu para a Argentina, onde Maurício Macri ganhou e está se tornando o melhor presidente das Américas até o momento. Chegou ao Brasil, onde Dilma foi impedida e Temer assumiu com promessas de reduzir o estado.

Passando pelo plebiscito das FARC, o Brexit e Trump, a esquerda tem muitos motivos para chorar. Não por acaso, jornais nacionais já estão manifestando o seu esquerdismo clássico e falando que 2016 foi um ano terrível. Foi sim. Mas só para esses garotos mimados da esquerda moderna, os demagogos progressistas.

Para esses, o Avança Brasil será como uma porta de chumbo para impedir o avanço radioativo de suas promessas populistas. É preciso encerrar de vez com o discurso ideológico proselitista. É preciso que tenhamos políticos responsáveis que digam a verdade.

No dia 20/1/2017 teremos um dia histórico: a posse de Donald Trump na presidência americana. Nesse dia veremos a esquerda chorar ainda mais. Mas a verdade prevalecerá e 2017 terminará muito melhor do que 2016.

#2017VaiSer 10: Comunistas presos

A gama de corruptos presos, que já foi bem alta em 2016, tende a aumentar em 2017. Um dos fatos que não devem faltar nesse novo ano que vai se iniciar é a prisão de alguns envolvidos em corrupção na Petrobrás, Mensalão e até mesmo na época da reeleição de FHC. Por que não?

Acreditamos que a Lava Jato já percebeu que há um núcleo duro comunista presente em vários partidos. E esse núcleo é corrupto de lado a lado. É preciso eliminar essa elite vermelha da política nacional, pois grande parte da corrupção é gerada por eles.

A motivação é ideológica. Para eles, “os fins justificam os meios”. E os fim único da esquerda é chegar e permanecer no poder para sempre. A esquerda não conhece outra forma de política que não prescinda do partido único e totalitário.

A forma da esquerda tentar implantar um partido único no Brasil foi a mais enganosa de todas: simplesmente os comunistas se infiltraram em todos os partidos. Inclusive em partidos supostamente de direita, como o DEM e o Novo. O objetivo é claro: construir uma ditadura que, na verdade, é formada por um colegiado de comunistas comprados ou ideologicamente alinhados.

É preciso punir os comprados também. Afinal de contas, eles estavam contribuindo para a implantação de uma ditadura comunista no Brasil. E isso deveria ser considerado um crime de lesa-pátria. Essa é a essência do projeto Corrupção Nunca Mais.

#2017VaiSer 10: Repensar o federalismo

Com as dívidas nos estados, iremos retomar agora a questão da autonomia dos estados. Repensar o modelo de política centralizador de Brasília será necessário para que a economia dos estados deixem de quebrar.

É preciso que os estados sejam autônomos. Que não fiquem enviando dinheiro para outros estados passando por Brasília. O Brasil não poderá ser grande sem que as suas partes se engrandeçam. E não iremos ver o crescimento chegando a todos os cantos do país se Brasília toma, toda hora, grande parte para si.

Repensar esse modelo do fluxo de dinheiro sob a ótica do federalismo é simples: dando maior autonomia para os estados, há menos necessidade de tanta gente em Brasília. Muita gente poderia, inclusive, retornar aos seus estados para ajudar a melhorar a economia de todos eles.

Maior autonomia local e menos poder central é o que pode revolucionar o Brasil. A autonomia, inclusive, diminuiria a força de movimentos separatistas e aumentaria a coesão do Brasil como nação sob uma única cultura judaico-cristã, civilizatória e de primeiro mundo.

Falta pouco para o Brasil ser isso. Precisamos apenas acabar com os esquemas criados pelos comunistas de poder central e possibilitar que os estados se enriqueçam mais.

#2017VaiSer 10: O ostracismo dos atuais políticos e partidos

Com a internet, vai ser mais fácil manter na lista do ostracismo vários partidos e políticos. Basta lembrar todos os partidos envolvidos e as pessoas que possuem indícios, acusações ou investigações para evitar o voto nesses indivíduos.

Para criar e manter o ostracismo, o Avança Brasil já criou uma página. Iremos atualizá-la frequentemente no próximo ano para ajudar os eleitores a esquecer esses políticos de uma vez por todas.

Conte conosco para levantar quem são os corruptos e em quem podemos confiar. São poucos, acredite.

#2017VaiSer 10: A economia vai crescer e a inflação vai cair

Acreditamos que 2017 vai ser 10 porque a economia vai crescer e a inflação vai cair. Possibilidades de redução dos juros também poderá colocar mais dinheiro na economia. O nível de desemprego também deve cair no país.

Há mais possibilidades de sucesso na economia brasileira em parte porque o estado está restringindo os seus gastos. Isso é excelente e deve continuar melhorando ao longo do ano.

A perspectiva para o Brasil já começa a trabalhar. Mais reformas ainda serão necessárias, mas o Brasil começa a tomar algum rumo a partir de agora.

#2017VaiSer 10: As 10 medidas não serão subvertidas

O recado à classe política está sendo claro desde que o STF concedeu liminar contra a aprovação das 10 medidas distorcidas pela Câmara dos Deputados.

Por que distorceram? Porque, como dissemos no início do editorial, a nossa classe política acredita pertencer a uma casta superior que pode decidir o que quiser. É uma pena que seja assim. Mas por ser um projeto que colheu mais de 2 milhões de assinaturas, jamais deveria ser desrespeitado dessa maneira.

Os políticos que assim fizeram são fortes candidatos a caírem no ostracismo. E serão devidamente esquecidos, como tem de ser numa democracia real. Pois o povo não quer mais castas sociais no Brasil. Chega de ismo, ou cairemos no abismo.

#2017VaiSer 10: Fim do Foro Privilegiado

Álvaro Dias segue trabalhando para definir e implantar o fim do foro privilegiado. O objetivo disso é acabar com a estrutura jurídica que cria uma casta superior de impunes desiguais.

Destruir essa casta política é a meta para podermos ter um país mais livre, mais igual e mais fraterno. Cansamos de políticos corruptos que se acham acima das leis. Ou ainda, que têm a cara de pau de criar leis para tentar escapar da punição por seus crimes.

É preciso que tenhamos vergonha na cara e que, se for possível, levar milhões às ruas de novo para eliminar esse tipo de político de nossas vidas. O povo brasileiro cansou. E já saber uma fórmula para eliminar esse tipo de problema.

#2017VaiSer 10: As eleições de 2018 vão renovar a política

Eleições em 2018 têm tudo para renovar a classe política. As dicas que daremos aqui são muito simples.

A primeira é: não reeleja ninguém. Não eleja nenhum candidato de nenhum partido envolvido na Lava Jato. Não dê seu voto a quem você não conhece muito bem. Aposte em caras novas na política para 2018.

Vamos abandonar antigos caciques e antigos partidos. Vamos deixá-los na lata de lixo da história. Não vale a pena sequer ouvi-los. Quando falarem algo na TV, desligue ou mude de canal. Assista Netflix. Não dê atenção a quem não merece.

A mídia também já perdeu a credibilidade. Jornais como Folha de São Paulo ou o Jornal Nacional já não possuem a mesma força que antes. Canais, como a GloboNews (ou seria GoebbelsNews?) estão cheio de analistas que erraram tudo em 2016 e vão continuar errando em 2017.

É preciso acabar com discursos sem sentido, como o da repórter que defendeu imigração para acelerar a economia do Brasil. É tanta bobagem sem sentido que precisaremos continuar nos informando por meio do portal do Avança Brasil, do Wikileaks e de outras fontes. Não dá mais para confiar em nossa mídia esquerdista no geral.

Continue acompanhando o portal do Avança Brasil. Este ano tivemos mais de 340 mil visitas em nosso site e estamos apenas começando. Ano que vem teremos ainda mais e continuaremos a influenciar os rumos do Brasil na direção que acreditamos: por mais liberdade, igualdade e fraternidade em nosso país.

Feliz 2017!

 

One Reply to “#2017VaiSer 10: os 10 motivos”

  1. PIB vai cair pelo menos 3% e desemprego vai subir para 14%. Não sei em que mundo vocês vivem. Economia já é ciência desde Adam Smith (1776). Déficit nominal de 10% do PIB em 2015 e 2016 levou a -3,8% e -3,5%. Continuamos com o mesmo déficit nominal em 2017, crescimento virá de onde? Sem crescimento acima de 2% ao ano não há melhora no emprego e o consumo deve continuar caindo. O câmbio flutuante está valorizando e destruindo nossos melhores empregos na indústria. Salário médio é de R$1,8K/mês, nível de empregada doméstica de SP. Ficam concentrando esforços na corrupção e na transparência que são importantes com peso de 10%, mas a macro que pesa 90% na qualidade de nossas vidas vocês nem tocam e ainda acham que está tudo bem. Vamos olhar para a Verdade de frente e pesquisar ciência econômica que é onde o Brasil mais sofre.

Deixe uma resposta