Procurador do MPF Carlos Fernando dos Santos Lima, advertiu que só a opinião pública pode impedir o poder político de parar a Lava Jato.

OPINIÃO PÚBLICA PODE IMPEDIR A INFLUÊNCIA DO PODER POLÍTICO NA LAVA JATO.

procurador do MPF (Ministério Público Federal) Carlos Fernando dos Santos Lima, que integra a força-tarefa , advertiu que só a opinião pública pode impedir o poder político de parar a Lava Jato.

“A imprensa e nós temos que falar e mostrar para a população o que o poder político está fazendo. A única forma de impedir o poder político (de prejudicar a Operação) é fazer ele ter receio de ser responsabilizado politicamente pela população”, disse Santos Sousa, acrescentando que se não fosse a (pressão da) população, teria sido aprovada a MP 703, que mudava a Lei de Leniência, aprovando a anistia ao caixa 2 e uma série de coisas.

“Não houve discussão a respeito dela (de Leniência). Será que não querem brecar grandes leniências que estão prestes a acontecer no Brasil e que vão entregar, possivelmente, muitos fatos envolvendo o status quo político?”, questionou o procurador.

Para ele, não é o momento de se aprovar leis sem uma ampla discussão para que o povo entenda os objetivos disso. “O que está acontecendo hoje é uma tentativa do status quo se manter no poder”, criticou.

“O político trabalha sempre mantendo os olhos nas próximas eleições. É preciso compreender isso. É justo que eles pensem em termos eleitorais. Agora, é preciso que a população exerça o papel de também impedi-los de fazer esses atos que na verdade só beneficiam hoje uma forma criminosa de se exercitar a política, que é o uso e abuso da corrupção e do caixa 2”, disse o procurador Santos Lima.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta