MANIFESTO DO AVANÇA BRASIL MAÇONS AO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO EM 11/07/2015


EXMOS. Srs. Ministros do Tribunal de Contas da União
Vivemos hoje um momento histórico no Brasil, onde os senhores nesse momento são protagonistas dessa historia!
Em alguns anos, as crianças nas escolas, e os adultos ao estudarem com foi a atitude do TCU verão um TCU que cumpriu seu papel de fiscal das contas publicas, analisando e denunciando os atos lesivos ao estado, ou, o TCU será lembrado como um exemplo de uma instituição que se curva as necessidades dos que ocupam o poder? Quando essas pessoas estiverem analisando vossos atos do ano de 2015, devem questionar o que os fez proceder assim. Quais serão as alternativas? Que o fizeram por medo? Conivência? Incompetência? Favores esperando a recompensa? 
De toda forma os Srs. deixarão um legado para o futuro, para seus filhos e netos. Eles serão apontados como filhos e netos de alguém que ajudou o Brasil, ou daqueles que compactuaram para que se perenizasse uma facção que destruiu o futuro deles?
Para nós Maçons livres e de bons costumes, que sempre combatemos a ignorância os preconceitos e os erros, e que lutamos contra a tirania que usurpa nossa pátria e engana o povo, os fatos são muito claros como detalhamos abaixo:
1-) Os Srs. em plenário do TCU debateram, em 17 de junho último, as contas da Presidente Dilma Roussef referentes ao ano de 2014. O texto do relator, Ministro Augusto Nardes, apontou 13 sérias irregularidades e encaminhou o assunto claramente na direção da reprovação das contas da presidente.
2-) Para dar à Presidente amplo direito de defesa e esclarecimento, o processo foi a ela encaminhado, com prazo de resposta de 30 dias.
3-) No dia 15 de junho, o Ministério Público de Contas apresentou um Memorial que tivemos acesso, com aprofundamento das irregularidades cometidas pela presidente. O conteúdo de tal Memorial é grave, e configura crime contra as Finanças Públicas e Crime de Responsabilidade.
4-) Em 7 de julho porém, algo grave veio à tona dando conta de que tal Memorial não foi incluído no processo encaminhado à Presidente.  O fato é grave, pois deixa de lado sérios fatos relacionados à condução fiscal da Presidente da República. Apesar do Memorial ter sido encaminhado a posteriori ao Advogado Geral da União, ele não foi encaminhado à Presidente. 

5-) No dia 9 de Julho, o pleno do TCU debateu o tratamento a ser dado ao Memorial, e Unidade Técnica do TCU foi acionada hoje para avaliar o envio. Fato que de nosso ponto de vista não haveria necessidade, já que o pleno do TCU e de seu Presidente Ministro Aroldo Cedraz de Oliveira tem total responsabilidade em deliberar sobre a questão.
O Movimento Avança Brasil – Maçons.BR vem através desse MANIFESTO deixar claro que NÃO ACEITARÁ calado que um ERRO GRAVE como esse, seja utilizado como manobra para livrar a responsabilidade da Presidente Dilma Rousseff. Assim, EXIGIMOS que o Memorial do Ministério Público seja IMEDIATAMENTE ENVIADO à Presidente da República, independentemente da decisão da Unidade Técnica ou da posição individual de qualquer Ministro.
Nossos filhos, netos e gerações vindouras saberão quem foi contra ou a favor de nosso futuro. Agindo com a dignidade que se espera dos ocupantes desses cargos, cabe aos Srs. dois papeis: Tiradentes e outros Maçons que lideraram a Inconfidência Mineira ou Joaquim Silvério dos Reis.
Continuaremos atentos ao desenrolar desse processo, certos de que os Srs. serão lembrados como os Inconfidentes e não como TRAIDORES da pátria e do povo.
Atenciosamente,

   Movimento Avança Brasil Maçons

Deixe uma resposta