Cármen Lúcia não vai a reunião que Renan pediu para Temer convocar. 

Presidente do Supremo Tribunal Federal informou que não irá na reunião, pois está com “a agenda cheia”.


Certíssima de não se reunir a portas fechadas com um Senador que tem 11 processos no STF!

Por meio da assessoria, a ministra informou que não estava previsto o encontro em sua agenda, que deverá estar cheia de atividades ao longo do dia com despachos e a presidência de sessão na Suprema Corte.

Um encontro com o presidente Michel Temer deverá ocorrer apenas nesta sexta-feira, ocasião em que será lançado um Pacto Nacional pela Segurança Pública, com proposta que deverão ser encaminhada para o Congresso relacionadas ao tema. A data do lançamento foi acertada entre os dois em ligação feita por Temer a Cármen nesse domingo.

Nesta terça-feira, a presidente do STF protagonizou um embate público com o senador Renan Calheiros, ao rebater as críticas feitas pelo peemedebista contra o juiz Vallisney de Souza Oliveira. O juiz foi o responsável por autorizar a Operação Métis, realizada nas dependências do Senado na última sexta-feira. “Onde juiz for destratado, eu também sou”, declarou Carmen. A ministra declarou ainda que o Judiciário exige respeito dos demais Poderes da República. Na véspera, exaltado, o senador chamou Oliveira de “juizeco”.

One Reply to “Cármen Lúcia não vai a reunião que Renan pediu para Temer convocar. ”

  1. Gisele Infantini says: Responder

    O setor público está cada vez mais desorganizado. O STF precisa se impor. Senão, em breve teremos o caos. Os poderes precisam se unir e cortar privilégios desnecessários.

Deixe uma resposta