Lista fechada e a filosofia dos maçons

Voto em Lista Fechada é só um projeto de poder.

EDITORIAL

O voto em lista fechada é uma forma dos políticos mais impopulares que sejam caciques de seus partidos permanecerem no poder com os votos excessivos dos candidatos mais votados.

Dessa forma, todos os partidos poderão colocar comediantes como candidatos e se eleger com o excedente dos votos desses populares úteis. Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência.

Muita gente se pergunta até hoje como podemos ter Tiririca deputado. Um analfabeto funcional pouco consegue acompanhar e interpretar os textos complexos das leis produzidos pelos seus colegas. É claro que ele pode ter contratado assessores. Mas no geral, quem tem o poder de voto é ele. Como se espera que ele compreenda alguma coisa? O que se pode esperar de Tiririca senão que ele simplesmente vote da mesma forma que o seu partido?

Lista fechada irá destruir a democracia brasileira

Nada se pode esperar dali. Os poucos políticos que podem contribuir alguma coisa de relevantes para a história do Brasil andam absolutamente calados, inócuos, pouco se prestando a alguma coisa. Absolutamente contra muitos dos mais famosos há denúncias. Denúncias suficientes para destruir a base eleitoral de muitos deles. Daí o apelo à lista fechada.

Se os maçons devem combater a tirania e defender os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade, esse é apenas mais um triste exemplo onde a nossa liberdade é cerceada.

Se a nossa filosofia de vida deve ser viver pacificamente e tolerar as opiniões divergentes de um lado, mas de outro devemos combater a tirania, a ignorância e o erro, nossa missão ficaria incompleta se formos coniventes com quem quer nos destruir ou escravizar.

A filosofia do maçom sempre foi a de trabalhar e combater os projetos de poder, as chicanas, as manobras, a coerção de governos, o cerceamento das liberdades individuais, o ataque à propriedade privada por parte do estado.

Os princípios filosóficos reconhecidos pelos maçons

Porque o maçom reconhece os princípios filosóficos de John Locke, de Adam Smith e de Karl Marx. Explicamos:

De Adam Smith entendemos que a liberdade econômica é o que pode fazer evoluir a civilização. Pela oferta e demanda contínua de produtos e serviços num livre mercado, a felicidade e a satisfação de todos aumenta.

De John Locke, entendemos que o direito à vida, à propriedade e à liberdade é essencial na vida humana. Garantir essas coisas seria a missão do estado, evitando que transgressões a essas ideais fossem promovidas por quem quer que seja.

E de Karl Marx, os maçons aprenderam que a tirania tem mil disfarces. Aliás, não só de Karl Marx, mas de outros personagens que remetem a ele. A atual ideologia dos tiranos que querem destruir o Brasil não é novidade.

Ela é filha do populismo, do sectarismo, dos projetos de poder autoritários, dos déspotas esclarecidos. Não há novidade na tirania. Ela se disfarça de muitas formas.

Os filósofos prediletos dos tiranos

Karl Marx, filósofo, concebeu um conjunto de ideias que, se fielmente aplicadas, levam à psicopatia geral de uma nação sem propriedade, sem família, sem ordem, sem felicidade e sem nutrição e com um governo de um ditador.

Nesse aspecto, ele não é tão diferente de Platão, que, em seu livro A República, descreve um estado socialista governado por tiranos. Sendo a Grécia hoje um país socialista, isso não nos surpreende.

Maquiavel também é muito utilizado pelos populistas. São os filósofos prediletos dos projetistas de poder.

Os filósofos da liberdade

Os grandes autores da humanidade para a liberdade, além de Adam Smith e John Locke, recomendamos a leitura de Von Mises, Friedman, Hayek e Rothbard. Também recomendamos Ayn Rand, Dostoievski, George Orwell e Aldous Huxley. É preciso que conheçamos essas histórias para que saibamos contra o que estamos lutando.

Não se trata mais de uma guerra tradicional. A guerra cultural é a arma dos atuais tiranos. ELes possuem um exército de apoiadores hipnotizados entre os ignorantes jovens e os ignorantes de verdade.

A melhor forma de combater isso tudo é com a alfabetização de todos os brasileiros. Com mais gente ao menos sendo capaz de interpretar um parágrado de texto, teremos condições de construir um país muito melhor. Não é mais possível termos nas escolas apenas os filósofos da esquerda, como Marx, Gramsci e Keynes, censurando os da direita e os da liberdade.

Um dos filósofos da liberdade que têm ganhado destaque é John Rawls. Conheça um pouco dessa filosofia.

Lista fechada: instrumento para deixar tiranos impopulares no poder

Quando tiranos ficam no poder, transformam o país numa nação de hipnotizados. Os que, naturalmente, não se hipnotizam, acabam sendo presos, escravizados ou mortos.

É preciso perceber que essa maldade esteve presente na mente e na biblioteca de muitos dos tiranos do século 20. Mas não importa. Os maçons combatem a tirania desde muito antes dos socialistas. Porque os príncipes maquiavélicos sempre existiram. Só as ideias para chegar ao poder é que mudaram.

Com a lista fechada, os políticos brasileiros pretendem continuar com as suas cadeiras nas futuras eleições, mesmo sem receber nenhum voto direto. É um absurdo anti-democrático. É tirar sarro de nossa república nada federativa. Por isso o Brasil precisa se voltar para a ideia de termos governos mais próximos do povo. Com mais autonomia dos estados, os governos estaduais poderiam se preparar melhor, ter mais recursos e fazer o recurso do cidadão realmente retornar para eles.

O que vemos hoje é uma quantidade enorme de recursos indo para Brasília e entrando no buraco negro da burocracia sem sentido. Quando os burocratas fazem sentido, isso é, quando efetivamente trabalham e fazem um serviço incrível, são prontamente criticado por políticos que já deveriam estar na cadeia.

Filosofia do maçom: liberdade, igualdade, fraternidade

A filosofia do maçom é, portanto, ser tolerante sem ser conivente. Ser respeitoso sem ser ingênuo. Ser pacífico sem ser indefeso. Ser sonhador sem ser surreal. Ser corajoso sem ser imprudente. Ser justo e sempre perfeito.

Pressione o seu senador e o seu deputado. Deixe claro que você não quer voto em lista fechada. Que nós não queremos ver a cara de políticos impopulares ainda eleitos, gozando de foro privilegiado, da impunidade e do dinheiro de muitos pagadores de impostos que sequer queriam esses fulanos eleitos.

Seja contra mais esse projeto de poder brasileiro. Seja a favor de uma democracia em que os políticos nos representam.

Mapa das 10 medidas: pressione os políticos

Lembre-se de pressionar os seus políticos prediletos para votar a favor das 10 medidas contra a corrupção. Vamos acabar com os projetistas de poder de todos os lados. Aproveite e lembre-os de votar contra a lista fechada. Chega de tirania em Brasília.

Brasília deixará de ser uma ilha

Visite: http://10medidas.vemprarua.net/

 

Apenas 33 deputados a favor na comissão especial das 10 medidas. Pressione os indecisos!
Apenas 33 deputados a favor na comissão especial das 10 medidas. Pressione os indecisos!

 

 

Deixe uma resposta