Por mais políticos administradores

Editorial

São Paulo está caminhando para ter um prefeito administrador de verdade. Não precisamos de um filósofo como Haddad, de uma sexóloga como Marta, ou de um jornalista como Russomanno para ser prefeito da maior cidade do país. Precisamos de gente que saiba administrar de verdade.

Dória é exemplo de uma tendência que começou na Argentina, com a eleição de Mauricio Macri presidente. Trata-se de um político novo que está se arriscando a fazer o que tem de ser feito para tirar São Paulo da mesmice esquerdista que vem dominando a cidade.

Dória é do PSDB, mas é diferente da ala tucana do Alckmin. O candidato de Alckmin, aliás, seria o Chalita, vice de Haddad, que Alckmin negociou para lançar como vice-prefeito. Porém Haddad não tem chances nem de ir ao 2o turno. Ainda mais com uma campanha que, cada vez mais, radicaliza a mensagem de comunismo e socialismo.

Não precisamos de experiência soviética na cidade mais capitalista do Brasil. O que precisamos é que o Brasil tenha mais cidades como São Paulo em seu vasto território. Não teremos isso com prefeitos populistas, com esquemas de achaque a empresários como o PT sempre fez desde o ABC, Ribeirão Preto e Campinas até hoje. Precisamos, sim, é de gente que saiba trabalhar muito e administrar tempo e dinheiro com maestria.

Com a pesquisa Ibope mostrando, nessa reta final, a liderança de Dória, isso é sinal de que o paulistano, povo que sempre tem mais consciência do que o resto do Brasil, está despertando para uma realidade obnóxia: comunismo não funciona. Jamais funcionará. O que funciona, sem dúvida, é a a boa administração e a boa gestão de recursos.

Estaremos premiando com um cargo público alguém que tem competência provada no mundo empresarial e visão estratégica, em vez de eleger um filósofo acadêmico da USP cuja principal função tem sido agitar campanhas e passeatas Fora Temer na cidade, além de pintar asfalto e calçadas de vermelho, chamando isso de ciclofaixa.

O Brasil está despertando para o fato de que os socialistas não merecem ir para o poder. Todos eles se elegem convencendo o povo de que irão ajudar os mais pobres. No fim, ajudam apenas a si mesmos e se colocam eles mesmos como os pobres a serem ajudados. Uma grande hipocrisia sem sentido que só leva ao atraso.

Para irmos na direção do avanço, precisamos, urgentemente, de políticos gestores, administradores, que tenham respeito pelo dinheiro dos pagadores de impostos e pela população que o colocou no poder. Com isso daremos os primeiros passos rumo à liberdade, igualdade, fraternidade e a um estado mínimo necessário, o estado liberal.

#EstadoLiberal #PolíticosAdministradores #ChegaDeComunismo

One Reply to “Por mais políticos administradores”

  1. Marcio J. Lameirão says: Responder

    Só quero dizer uma coisa aos Maçons: Obrigado por tudo que estão fazendo pelo nosso BRASIL!

Deixe uma resposta